+ 351 258 947164 | info@pacodecalheiros.com

Os Jardins da Casa acompanham os tempos servindo diferentes funções ao longo dos séculos, quer sejam jardins decorativos ou com funções mais práticas de árvores de fruto ou bosques.

Os Jardins da Casa estão classificados como Históricos e contêm uma rica diversidade de flores, árvores, árvores de frutos, arbustos e plantas, e muita água distribuída por antigas fontes em granito.

Os Jardins podem ser dividos em três principais zonas:

A zona circundante do Paço de Calheiros, rodeada de árvores decorativas e jardins de flores com espécies como a wisteria, camélias, gardénias, rosas, austrálias, magnólias e outros.

O Jardim Francês em frente à fachada principal, construído no século XIX e seguindo o estilo do arbusto labiríntico típico da época.

Os 3 grandes patamares graníticos, que seguem o movimento do Jardim Francês, cujo primeiro é coberto por maracujás, um segundo com laranjeiras que perfumam o ar na primavera, e um terceiro com marmeleiros.

Pendendo para o lado direito, encontramos um pequeno Jardim com uma vista magnífica e coberto por uma grande gardénia. Este jardim desenvolve-se para um patamar num nível inferior com oliveiras.

No lado Norte do Paço de Calheiros, encontram-se os jardins das camélias, plantadas principalmente por Francisco Lopes de Calheiros e Menezes, segundo Conde de Calheiros, e cuja árvore era a sua favorita. Encontramos ainda uma grande extensão de lavanda e outras ervas.

O Paço de Calheiros tem uma zona com jardim de vegetais e arvores de fruto.

No Lado Este da propriedade encontra-se as matas de castanheiro que sobem para os bosques dos montes circundantes. 

Close Menu